Make your own free website on Tripod.com
 
     
 

Quinta-feira, Outubro 31, 2002

 
Não é possível. Estava eu aqui, tranquilão no meu escritório com vista para o Masp, tentando não trabalhar quando, de repente, ouço tambores, apitos e gritaria. Olho para janela e, pasmém, mal posso acreditar no que vejo: mais uma manifestação bloqueando o já complicado tráfego da Av. Paulista.

Para variar, palavras de ordem sem nexo, bandeiras vermelhas tremulantes e faixas com dizeres incompreensíveis. Numa rápida olhada, consigo ler MST, PT, PSTU, PC do B, sindicatos de várias classes, funcionalismo público, estudantes de sei lá o que, secundaristas de não sei onde, fora isso, abaixo aquilo etc, ec, etc....E, também para variar, carros buzinando, população revoltada, ambulâncias presas no trânsito, tropa de choque fazendo cerco e tudo mais que manda o figurino.

Convenhamos, é possível uma coisa dessa? Afinal de contas, depois de tantos anos de "luta" e tal, finalmente o Lula não é o presidente eleito? Pô, então o que mais que eles querem? Pensei que, com o Lulão no "pudê", pelo menos essas coisas iriam terminar. Ou pelo menos ter uma pausa de uns meses, sei lá.


 
Droga, não deu nada certo ontem... em uma das poucas rodadas em que torci contra o meu time, ele ganhou. 1 a 0, gol de Guilherme. Puta vida, como aquele time do Flamengo é ruim, caramba! E o tal do Galeano, hein? Porra, não jogava mais no meu time. Primeiro, jogando em um time que está tentando desesperadamente sair do rebaixamento, o Botafogo, declara no dia anterior ao jogo contra outro time que está desesperadamente tentando sair do rebaixamento, o time verde, que não vai comemorar se fizer gol. Vá plantar batata!! Olha só com que vontade ele entrou em campo! Depois, bate um pênalti de forma bisonha, pra fora, num dos atos mais displicentes que eu já vi na minha vida. Resultado, time verde 2 X 1 Botafogo.E esse maldito time verde sai da zona de rebaixamento... tudo errado, tudo errado!!

Ainda bem que ontem à noite não perdi meu tempo assistindo esse jogo e fiquei vendo o "brilhante" filme novo do Asterix... imaginem o meu estado de espírito depois disso tudo. Foi mal, Belzinha, Luis, Ana, tava podre, podre, podre! Tô em débito violento para com vocês. Só não confisquem os meus presentes, ok?

Quarta-feira, Outubro 30, 2002

 
Ah sim, e eu também vou colocar a amiga Nadynne, do Satiricon. Não, a descrição do blogue dela não segue nada disso do Gabes, não tem esse glamour todo, não. Só o Luis tem amigos glamourosos, eu sou mais povão mermo! Mas, enfim, o blog dela é honesto, limpinho e lá tem um dos diálogos mais estranhos da minha vida publicado na íntegra. Como ela é carioca e dançarina, talvez a arranjemos para o Gabes...

Terça-feira, Outubro 29, 2002

 
Outro que ganha um link permanente, para leitura freqüente, é o meu estimado amigo Gueibis, também conhecido como Gabes.

Permeado de links bizarros, seu excelente blog, o De Volta à Zenn-La, é uma síntese da genialidade latente do Gabes, um estudante de jornalismo que, além de ser especialista em quadrinhos, talentoso dançarino, grande desenhista e fazer sucesso entre as mulheres (atenção leitoras!), tem como grande projeto de vida tornar-se um hippie velho, passando seus dias a vender esculturas de Durepox na feira hippie de Ipanema.

Grande Gabes!


 
O estado onde o Lula teve a maior votação proporcional foi, também, o mesmo estado que elegeu uma tal de Rosinha Garotinho no primeiro turno. Curioso. Seria mera coincidência, ou prova concreta de que o carioca vota com a mesma seriedade e consciência de quem come biscoito Globo na praia?


Segunda-feira, Outubro 28, 2002

 
Pronto, essa joça que permite que ver quantas pessoas comentaram voltou a funcionar (ou, pelo menos, deveria estar funcionando). Sejamos felizes.


ps: como todos sabemos, esses sistemas de comentários estão sempre dando pau. Assim, é bem possível que o mesmo esteja enguiçado enquanto você, simpático leitor, estiver aí, ávido por tecer comentários inteligentes e grandiloqüentes. Tudo vai depender do tamanho do seu GALM. O meu, apenas para constar, é enorme (uh!). Bem, desejo-lhe boa sorte e paciência.



 
Não é verdade que eu tenha “hojeriza”, ou mesmo ojeriza, em relação ao futuro presidente do Brasil. Pelo contrário, admiro muito a trajetória de sua vida, e sempre o reputei muito como líder popular, por possuir o misterioso carisma que hipnotiza as massas.

Esse tipo de liderança, por sinal, sempre me deixou muito impressionado. Trata-se do momento, como diria Nelson Rodrigues, em a massa, desumanizada e desumanizadora, toma personalidade e corpo: quando encontra um líder. Foi o que vi, por exemplo, na noite de sábado, quando assisti a um imponente Mano Brown exercer um domínio avassalador sobre mais de 15 mil pessoas, inclusive sobre mim, durante um show de rap. Mas enfim, este é assunto para outro post.

O que importa, porém, é que meu conceito sobre o Lula como presidente não tem caráter emocional ou afetivo, de modo que não passa por amor, ódio ou, muito menos, ojeriza. Trata-se de uma opinião técnico-formal com relação àquilo que eu conheço de mundo e de bastidores de política e economia para saber que o Lula, infelizmente, não é a pessoa mais preparada para governar o Brasil. E esta opinião eu mantenho, e reitero quantas vezes for necessário.

Torço, entretanto, com todas as minhas forças, para que ele me prove errado, e contradiga tudo aquilo que eu venho afirmando. Desejo o melhor dos mundos para o Lula e sua equipe de governo, e toda a sorte possível para que ele possa melhorar ao máximo as condições de vida do povo brasileiro, que merece.

E viva o Lula, oras!


Domingo, Outubro 27, 2002

 
E eu já errei a primeira previsão. O Germano Rigotto ganhou do Tarso Genro. O Rio Grande do Sul é um dos poucos lugares em que o PMDB ainda tem cara definida.
 
Por mais que o verdadeiro dono deste blog tenha hojeriza ao presidente eleito, eu ouso dizer que existem alguns motivos especiais para que, mesmo sendo eu também eleitor do Serra, simpatize com o Lula. Vamos lá:

- O hômi, embora tenha nascido em outro lugar, é de São Bernardo, pô! Yeah! Como eu!
- Ele tem como um de seus grandes amigos um dos meus ídolos: o Laerte Demarchi, responsável pelo restaurante São Judas Tadeu, onde eu aprendi a amar a polenta!
- Corinthiano! E o Zé Serra é palmeirense... bom, a votação refletiu essa situação;
- Ele era quarto-zagueiro no futebol, como eu.
- Nascido em outubro. Só seria mais perfeito se tivesse nascido em 10 de outubro
- Bom, ele tem barba e bigode e eu morro de inveja de quem tem barba e bigode.
- Ele foi a pessoa que recebeu a maior votação de todos os tempos no mundo, em votação democrática. O recorde anterior pertencia a Ronald Reagan. O título está em melhores mãos... gozado, ambos são conhecidos como homens rústicos e pouco intelectualizados...
- A filharada dele, salvo engano, estuda no mesmo colégio em que estudei, o Singular. A Lurian foi contemporânea minha no colégio.
- E o velho jingle da campanha dele, o Lula-lá, me evoca recordações de uma época em que eu era um jovem sonhador. O jingle, que reputo sensacional, é uma trilha sonora dessa época, dessas lembranças...

Sexta-feira, Outubro 25, 2002

 
Essa é meio velha, li não-sei-onde, mas lembrei hoje, até porque estava escutando a música. A música é "She bangs the drums", do Stone Roses, fantástica, genial e que tem um verso enigmático: "kiss me where the sun don´t shine".

E aí? Onde o cara queria ser beijado? Onde o sol não brilhará jamais? Que podre! Lá no fiofó? Ou outra interpretação é possível?

Quinta-feira, Outubro 24, 2002

 
Vou dar uma de profeta: Lula vai ser eleito Presidente, Alckmin Governador, o Genoíno será Ministro da Defesa, Mercadante será algum super-ministro, o presidente da Câmara não será do PT, a presidência do Congresso ficará com o Sarney, o Tarso Genro ganhará na última hora do Rigotto (e será sério candidato a alguma coisa nacional daqui a 4 anos), o Maluf terá novo tumor na próstata (esse é um desejo Mundo Perfeito) e o Timão vai acumular mais alguns títulos. Se bobear o Brasileiro deste ano, fazendo um ano perfeito (imaginem, Rio-São Paulo, Copa do Brasil e Brasileiro!)
 
Tomara que apele e ganhe. O futuro do Brasil agradeceria, ao contrário do que a maioria da população, iludida por uma falsa e ingênua esperança chamada Lula, é capaz de acreditar.

Pena, porém, que isto não vai acontecer. Vamos, assim, permitir a decretação da moratória, a volta do protecionismo ao empresariado nacional corrupto e ineficiente, a quebra da previdência, a perpetuação dos privilégios do funcionalismo público, a retração do mercado de capitais, a derrocada dos investimentos externos, o retorno da hiperinflação, centralização do câmbio, entre tantas outras tragédias. Sim, a Argentina será aqui. Sem contar, claro que será permitido que um candidato apoiado por gente do nível de Sarney, ACM, Maluf, Quércia, Garotinho, entre outros, alcance o poder, obrigando-se a retribuir favores de campanha. Eca.

Bom, nunca acreditei mesmo em opinião da maioria, ainda mais em se tratando de povo brasileiro. Está aí nossa "gloriosa" história que não me deixa mentir. E lá vamos nós regredir uns 12 anos, isso se tivermos sorte.


Ps: comentários pró Lula sem fundamentação econômica são dispensados. Achismo, infelizmente, é o que mais se vê por ai.



 
E o debate vem aí... será que o Serra vai apelar? Ia ser tão feio se ele desse uma de Collor...
 
Falando em unhas, outra coisa que me irrita nas unhas é o acúmulo de sujeira embaixo delas. Puta coisa nojenta! Mas vive acontecendo comigo, principalmente se eu estou com as unhas compridas. E nesse momento eu me pergunto: como as mulheres conseguem ter aqueles unhões sem ficar com aquela sujeirinha nojenta embaixo delas?

E sem sair muito do assunto, vocês já notaram que as unhas do André Agassi e do Joe Pesci são absolutamente idênticas?

Segunda-feira, Outubro 21, 2002

 
SÓSIAS

Devido à inacreditável semelhança física entre ambos (a qual, por sinal, foi brilhantemente notada pelo dono deste blog, Sr. Ricardo Nishizaki), premiaremos, com uma passagem apenas de ida para Uagadugu, o astuto leitor que, em primeiro lugar, responder-nos qual das fotos abaixo retrata o ator Joe Pesci, e qual reflete o tenista André Agasssi.

Não percam esta incrível promoção, e ajudem-nos a desvendar mais este grande mistério que desafia a humanidade. Vamos lá, alea jacta est!!!





 
Estou indignado pelo fato de ter que cortar as unhas dos dedos dos pés. Acho que, de todas as coisas que efetivamente crescem em nosso corpo - não pensem besteira! - as unhas dos pés são as mais dispensáveis. Porque dá um trabalho do cão cortá-las.

E olha que eu nem sou do tipo gordo, que tem a barriga para atrapalhar. É que eu acho chato mesmo cortar essas malditas unhas, lá embaixo, exigindo um alongamento que às vezes não possuo, um esforço grande para extirpar de nosso corpo algo praticamente inútil. Além disso, eu tenho um velho trauma das épocas em que tive minhas unhas encravadas, sangrentas e doloridas.

Antes que me questionem e me perguntem porque eu não vou procurar um(a) pedicure, eu respondo que, ao mesmo tempo em que é uma tarefa aborrecida, cortar as unhas do pé, pra mim, é uma coisa que só EU posso fazer a contento. Na verdade, me dá arrepios só de pensar em alguém arrancando um bifão do meu pé. Eu comparo isso à ação de ter que se aplicar um supositório. Olha... só se não tiver jeito mesmo, por motivo de doença, braço quebrado... cortar as unhas do pé é parecido. Só se não tiver jeito mesmo. Bife dos meus dedos arranco eu mesmo!

Ai, ai, mas o que fazer, quando você começa a perder as meias por furos causados pelas unhas estilo "Zé do caixão"? E vamos lá pro nosso ritual...

tic-tic-tic... ai!

Sexta-feira, Outubro 18, 2002

 
Um longo post - A verdadeira realidade da dor de garganta

Eu sempre quis saber como funcionam as coisas. Sim, leiam os posts/artigos da Paula Epinion ou do meu quase xará Nix e vocês vão entender esse tipo de coisa que move os nerds. Eu sempre quis entender como funciona um relógio, um ventilador ou mesmo a coceira do meu cotovelo.

Agora o que eu gostaria de entender é como funciona e porque raios existe essa maldita coisa chamada dor de garganta. Caramba, que saco!

Os livros tradicionais apontam que o processo inflamatório se dá geralmente como reação do organismo a uma invasão de corpos estranhos, geralmente bactérias, vírus ou demais bichinhos microscópios, em uma determinada região. Para conter o avanço de eventuais toxinas ou mesmo a propagação desses corpos estranhos, o nosso organismo, como mecanismo de autodefesa, envia para o local onde a entrada desses trecos se deu - seja por trauma ou por mera vulnerabilidade natural, caso da garganta, passagem obrigatória de ar e saliva contaminada - uma saraivada de soldados fodões, a cavalaria dos glóbulos brancos que, auxiliados por uma reação do Big Boss, que incha e esquenta o local para dar performance máxima a nossas tropas, acabam geralmente ganhando a batalha. Tomar antiinflamatórios nem sempre é bom, porque diminui a influência do meio e pode ajudar os malvados invasores, além de mascarar um eventual problema mais sério. Por exemplo, se a inflamação dura muito tempo, a btalha demorou mais do que o habitual e o organismo vai precisa do reforço de um Felipão de fora, o chamado médico, que vai colocar as suas infusões secretas em ação para contra-atacar os invasores pelos flancos.

Isso é o que os livros dizem. Na verdade, eu acredito que a garganta inflamada é uma espécie de falta de lubrificação dos pistões e dos virabrequins do nosso corpo. Ou uma forma de erro de nosso Windows por "esvaziamento de pilha" ou qualquer outra expressão incompreensível. Funciona assim: o corpo humano é uma máquina, certo? Certo. Máquinas geralmente estão suscetíveis a falhas, travadas e outras ocorrências que nos fazem dar vontade de socá-las até voltarem a funinar, né? Alias, infelizmente essa solução não costuma dar certo para falhas da máquina humana. Eu já apanhei na rua brigando com resfriado e saí pior do que antes. Saí machucado e o resfriado não passou, o que só mostra a inviavilidade dessa tese.

Pois bem, continuando. Sendo uma máquina, nós precisamos de manutenção constante. As doenças costumam vir disso, embora algumas sejam efetivamente causadas por fatores exclusivamente externos. O bicho do pé, por exemplo, que equivale a um furo de pneu. A coceira, por exemplo, geralmente não passa de um arranhão na lataria. Artrite é falta de lubrificação nas engrenagens. Se as engrenagens estão velhas, só trocando.

Já a dor de garganta é algo assim: nós temos lá a tal da garganta, uma espécie de bocal por onde entra o combustível. Porém, se ficamos muito tempo sem colocar combustível aditivado com lubrificante, ela começa a doer, por corrosão de sua superfície. Se a gente não passa o nosso "scandisk" regularmente na garganta dá nisso. E eu estou com essa maldita dor de garganta por conta dessa porcaria. Há mais de uma semana que eu não tomo um belo cognac acompanhado por uma boa porção de polentas. Sim, o lubrificante ideal para a minha garganta é o cognac. Alguns aditivos menos cotados, como cerveja gelada podem até funcionar como paliativos, desde que em quantidades homéricas. Mas o que salva mesmo é o cognacão apolentado.

O cognac, como todos sabem, têm propriedades terapêuticas. Ele age da seguine forma na garganta: uma vez em contato com a superfície gargantal, ele, que tem grande quantidade de etanol cognáquico, acaba penetrando na velocidade ideal dentre as juntas rebitadas de nossas células gargantais, fazendo com que se forme uma fina camada lubrificante e alimentadora dessa superfície. Além disso, reações químicas elevam a temperatura no local - por isso é que dá aquele "esquenta"! - ajudando a refundir as placas que estavam degradadas em novas peças que se amoldam perfeitamente ao formato da garganta. Por sua vez, o cognac ainda ajuda a retirar as impurezas da garganta, como catarrões verdes e outras nhecas feias, deixando a garganta noinha em folha.

A polenta atua como catalisador nesse processo, acelerando as reações químicas por conta da presença de óxido polêntico em sua composição.

Enfim, faz muito tempo que não faço isso e minha garganta dói. Eu tusso, cuspo, catarreio e reclamo da dor. Mas em breve espero que o meu remédio chegue à farmácia de manipulação mais próxima. Enquanto isso, vou delirando de febre e escrevendo aqui e ali...

Quinta-feira, Outubro 17, 2002

 
Só eu acho o Andre Agassi parecido com o Joe Pesci?
 
E agora todos querem saber se a Coréia do Norte tem a bomba... eu sempre achei que aquele tal de presidente Kim tinha um quê de Enéas.

Terça-feira, Outubro 15, 2002

 
Sem criatividade, vou postar uma músiquinha. Cantem comigo!

Gretchen - Conga, conga, conga
(Mister Sam)

Conga, conga, conga
Conga, conga, conga

Conga, la conga
Conga, conga, conga
Conga, la conga
Conga, conga, conga

Oh, I like dancing
In every days (oh!)
You and me (oh!)
All the times
Conga, la conga
Quero bailar (Aiai, aiaiai, oh!)

Come, come on to dance
Dance with me
I get you, I want you
All night long
I love you, I need you (oh!)
Come on, yeah (aiaiai, oh!)

Conga, la conga (ai,ai,ai, rrrrrrr!)
Conga, conga, conga (si, si, si)
Conga, la conga (come with me)
Conga, conga, conga (baila la conga, shake, shake, shake)

Conga, la conga (rrrrrrr!)
Conga, conga, conga (ai, come, come come)
Conga, la conga (uh! Ai! Shake it! Uh!)
Conga, conga, conga (oh!)

Conga, conga, conga (Rrrrr, uh!)
Conga, conga, conga (shake to me, aiaiai!)

 
O Nazi-pizzaiolo

E eu tinha prometido a história do nazi-pizzaiolo, não é? Pois bem, aí vai:

Era uma cálida noite de um sábado que fora suarento durante todo o seu período de claridade. Em poucas palavras, um calor desgraçado e três pessoas que se moviam como tartarugas ao sol, sem vontade para não fazer nada. Vanessa, Fabi e eu assim nos encontrávamos, jogados na varanda da casa da primeira, como papéis velhos jogados na sarjeta, imóveis, balbuciando palavras desconexas.

A tarde inteira fora assim, mas com a chegada do sobrinho zumbidor de quase 2 anos da Vanessa, tudo mudou. O moleque é hiperativo e hiperpentelho e fez com que a gente tivesse que tomar uma atitude. Como esquartejamento de sobrinhos ainda não é uma atvidade legalizada neste país - ah, que inveja do Afeganistão! - resolvemos sair para fazer alguma coisa, até porque já era 6 e meia da tarde e a Fabi estava com aquela fome constante que Deus deu para ela.

Eis então que a sempre surpreendente Vanessa recordou-se de uma pizzaria que visitara com seus coleguinhas de trabalho. Alertou-nos, porém, de algumas peculiaridades. Disse que deveríamos ter o estômago forte, muita força de vontade e qualquer ruído que produzíssemos acima de 3 decibéis seria punido com as leis talibãs pelo dono da pizzaria. Estranhamos, mas qualquer coisa valia pra escapar do sobrinhão zumbento e encher o bucho.

Ok, fomos pro lugar. Em local incerto, e sem o auxílio de um GPS, a Vanessa, como era previsível, nos conduziu por becos escuros e caminhos tortuosos, somente conhecidos por iniciados, até chegarmos lá. "Lá?" "É isso aqui?". Sim, a pizzaria que tantos elogios merecera por parte de nosso amiguinha não passava de uma portinhola de ferro, dessas de borracharia, com um balcão tosco de eucatex, uma divisória feita com madeirite que aparentava ter uns 50 anos, uns papéis presos na parede, e uns azulejos que há muito não sabiam o que é um sabão. O lugar, para ser uma borracharia, só carecia de um pneu na porta com o nome escrito. Aliás, sequer nome a pizzaria possuía. Pensando bem, eu já muitas borracharias melhores do que aquela pizzaria.

Descemos do carro no mais completo silêncio. Lá dentro, um senhor de cenho franzido - eternamente franzido - e um projeto de bigode grisalho nos aguardava, mostrando alguns dentes sanguinolentos. Prudentemente, eu e a Fabi deixamos para a Vanessa o papel de fazer o pedido. E o que pedir? Descobrimos, então, que na parede existiam pregadas três formas de pizza, indicando o preço e o tamanho, um pedaço de papel toalha onde se lia "cheque só póprio" e uma cartolina torta, onde se liam os sabores.

E na verdade, os sabores eram basicamente os clássicos. Na referência à pizza de calabreza, por exemplo, lia-se: "Calabreza - calabreza, massa, molho de tomate e o que mais vc quiser". Na portuguesa o processo era semelhante: "portuguesa - massa, ovos, presunto, ervilha e o resto". No final ainda havia uma opção coringa: "Monta sua pizza". Acho que o nazi-pizzaiolo não tinha lá muita paciência para escrever... as pessoas eram obrigadas a ler aquilo na parede, fazer o pedido por escrito em micro-papeizinhos largados lá pelo dono e entregá-lo no mais absoluto silêncio. Qualquer risadinha era punida com a expulsão sumária do lugar. Se eu peço uma pizza maior do que a que ele acha que eu posso comer, ele não vende e faz do jeito dele. Se você sorri ele te expulsa. Se você entrega um papelzinho mal-feito, ele grunfa e manda você repetir. Uma única vez, é claro. Dinheiro, só trocado. Cheque, como já alertado no papel-toalha de aviso, só "póprio".

Alguns privilegiados, já conhecidos do pedaço, simplemente entram na cozinha e vão falar diretamente com ele, fazem o pedido lá mesmo, enquanto beliscam um pedaço do salame. Comer lá? Nem pensar. Na verdade, nem é recomendável, em função das toscas condições sanitárias do lugar. Mas se insistir e ele estiver de bom humor, talvez você consiga um rolo de papel-toalha que ele arremessa na tua cara, enquanto olha feio de acordo com as mordidas que você dá na pizza.

E com tudo isso, a pizzaria tem muitos clientes. Pessoas de todos os rincões da capital paulista se dirigem para lá, para comprar a tal da pizza do nazista. Afinal, são camadas e mais camadas e mais camadas e mais camadas de recheio em uma massa fina que não compromete. Tem também o fator adrenalina, né? Comer a pizza depois de todos esse perigos é bem mais gostoso do que pedir uma redonda em um disque-pizza qualquer e esperar de barrigão pra cima sentado no sofá. E, felizes e faceiros, não sem antes conseguirmos tirar uma foto (publicada no Morfina) da parede, fugimos em desabalada carreira do lugar, enquanto o nazista saía correndo espumando atrás de nós, por causa da foto tirada sem sua autorização!

Heil pizza!

Quinta-feira, Outubro 10, 2002

 
Êêêêêêêêêêêêêêêêêêêêêê.....hoje é o grande dia....parabéns Ana Cris e Nishizaki!!!


Quarta-feira, Outubro 09, 2002

 
Como não poderia deixar de ser, o principal assunto em voga ainda é a mega festa que o dono deste blog, Sr. Nishizaki, realizará com sua colega de revolução Ana Cris, conforme explicita o flyer abaixo, e para a qual todos estão convidados.

Para minha agradável surpresa, tive a honra de ser convidado, pelos aniversariantes, para atuar como uma espécie de consultor musical, liderando as negociações junto ao DJ contratado e elaborando um “set list” de sugestões de músicas a serem tocadas na festa.

Assim, para animar e incentivar (espero) o público que prestigiará a festança, resolvi publicar, na véspera, o “set list” de sugestões para o DJ que preparei a quatro mãos com o Sr. Nishizaki, tendo também a inestimável ajuda dos mestres Paulo Talarico, Ricardo “Head” Alves e da própria Ana Cris.

Vale ressaltar que, na lista, o gosto e interesse pessoal de cada um de nós foi suprimido em nome de um interesse maior, coletivo e difuso, qual seja, fazer um “set list” eclético e permeado de hits, que agradasse ao gosto diverso tanto dos convidados gregos quanto dos convidados troianos que deverão comparecer. Vale ressaltar, igualmente, que as músicas foram enviadas ao DJ em caráter sugestivo, e nem todas serão, necessariamente, tocadas.

Portanto, bizarrices à parte, eis o “set list” com as músicas que deverão/poderão ser tocadas, em ordem alfabética por intérprete:

- Adamski - Killer
- Aretha Franklin - Respect, Chain of fools, Think
- Beck - Loser
- Belle & Sebastin - Lazy Painter Jane, The Boy with the Arab Strap
- Black Sabbath - Paranoid
- Blondie - Heart of Glass, Call me
- Blues Brothers - Everybody needs somebody to love, Soul Man.
- Blur - Girls and boys, There's no other way
- Bolshoi - Sunday Morning
- Bomb the Bass- Beat this
- Chemical Brothers - Hey boy, Dig your own Hole
- Cure - Boys don´t cry, Why can´t I be you
- David Bowie - Modern love, This is not america
- Deep Purple - Perfect Strangers, Highway Star, Burn
- Depeche Mode - Strangelove, Policy of truth
- Devo - Time Out for Fun
- Dexy´s and the Midnight Runners- Come on Eilleen.
- DJ Marky - Hide U
- Donna Summer - Hot stuff
- Echo & the Bunnymen - Bring on the Dancing Horses
- Earth wind and fire - September
- Erasure - Little respect, Oh L'amour
- Fat boy slim - Praise, Rockafeller Skank
- Fine Young Cannibals - She drives me crazy
- Frankie goes to Hollywood - Relax
- Gary Numan - Cars
- Gorillaz - Clint Eastwood
- Hot Chocolate - You sexy thing
- Human League - Don't you want me
- Iggy Pop - Lust for life, Candy
- James Brown - Sex machine, Funky Drummer, Soul power
- Joy Division - Love will tear us apart
- Kinks - You Really got me
- KLF - 3am eternal
- Kool & the Gang - Get down on it, Celebration
- Led Zeppelin - Black Dog, Rock n'Roll, Travelling Riverside Blues, Whole Lotta Love
- Madonna - Beautiful Stranger
- Michael Jackson - Don't stop till u get enough, Billie Jean, Rock with you
- Milli Vanilli - Girl you know it's true
- Moby - Why does my heart feel so bad?
- New Order - Bizarre Love Triangle, True Faith, Blue Monday
- Patrick Hernandez - Born to be Alive
- Pet Shop Boys - Where the streets have no name, Absolutely fabolous, Domino dancing
- Pixies - Here comes your man
- Placebo - 20th Century Boy
- Portishead - Sour times, only you
- Prince - Kiss, 1999
- Prodigy - Breathe, smack my bitch up
- Propellerheads - Spybreak
- Pulp - Disco 2000, Common People
- Quincy Jones - Soul Bossa
- Racionais MCs- Fim de semana no Parque
- REM - Shinning Happy People, It's the end of the world as we know it
- Rolling Stones - Paint it Black
- Seal - Crazy
- Serge Gainsbourg - Bonnie & Clyde
- Shangri-las - The Leader of the Pack
- Smiths - Panic, This charming man, The boy with the thorn in his side
- Soft Cell - Tainted love
- Stevie Wonder - Supersticious
- Suede - Beautiful Ones
- Sugarcubes - Deus
- Superchunk - Hyper Enough
- Talking Heads - Love for sale
- Tanya Donelly e Juliana Hatfield - Josie and the pussycats
- Technotronic - Pump up the Jam
- Teenage Fanclub - Discolite
- The Clash - This is Radio Clash, Rock in the Casbah, I fought the Law
- The Divinyls - I touch myself
- The Doors - Whiskey bar
- The Hives - Hate to Say I Told You So
- The Jam - A town called malice
- Tom tom Club - Genious of love
- Twisted Sister - We're not gonna take it
- Ultraje a Rigor - Ricota
- Underworld - Born Slippery
- Weezer - Hash pipe, Buddy Holly
- Wild Cherry - Play that funky music
- Wilson Pickett - Mustang sally

Não obstante, eu, como membro honorário da AASRA (Associação dos Admiradores de Samba-Rock Anônimos), talvez para o final de festa, preparei a seguinte seleçãozinha de clássicos do gênero, que quiçá poderá animar os colegas de associação que, eventualmente, estejam presentes:

- Jorge Ben - Cinco Minutos, O Homem da Gravata Florida, Brother, Take it Easy My Brother Charles, O Telefone Tocou Novamente, Os Alquimistas Estão Chegando, O Homem que Matou o Homem que Matou o Homem Mau, Ponta de Lança Africano.
- Noriel Vilela - 16 Toneladas
- Os Incríveis - Vendedor de Bananas
- Erlon Chaves - Eu Também Quero Mocotó, Cosa Nostra
- Branca di Neve - Negro Dito
- Roberto Carlos - Todos Estão Surdos, Quando
- Tim Maia racional - Don't you know, Imunização Racional
- Abílio Manoel - Pena Verde
- Os Mutantes - Minha Menina
- Trio Mocotó - Não Adianta
- Wilson Simonal - Carango
- Tamba Trio - Mas que Nada

Bom, enfim, é isso. Esperamos que vocês compareçam à festa!

Ps: Desde já avisamos que, caso o DJ ignore as músicas acima e tenha a audácia de tocar coisas como axé, pagode, forró universitário, poperô e lixos afins, o CR101075 reunir-se-á em caráter excepcional, tomará a cabine do DJ à força e enforcará o mesmo no meio da pista, ao som de "Panic", dos Smiths. E, se ele tocar Guilherme Arantes, será torturado e, em seguida, empalado na sua própria pick-up, logicamente.

fotos gv giovanna putaria festa giovana

Domingo, Outubro 06, 2002

 
Eu não posto mais nada até a data da festa abaixo. Quero que o flyer-banner fique em destaque nesse blogue. Depois eu conto a história do nazi-pizzaiolo.

Sexta-feira, Outubro 04, 2002

 
Atenção, atenção, atenção!




 
O Luis já tinha notado isso e é verdade: é absolutamente impressionante o número de pessoas que chegam a este blog procurando por... hemafroditas! Que coisa mais bizarra!

Esse blog não é mais meu, mas continuo pimpão. May the force be with you!

Quinta-feira, Outubro 03, 2002

 
Seven

Seven motivos para gostar do sete:

- Ultraseven
- Domingo, o sétimo dia da semana
- A bola sete, a pretinha.
- As sete ondinhas do Reveillon.
- Cinema, a sétima arte
- O genial filme "Os sete samurais"
- E por óbvio, "Seven, os sete crimes capitais", que é a motivação do post. Filmão, sô!

Esse blog não é mais meu, mas continuo dando pitaco. Nem sempre se pode ser Deus!

Quarta-feira, Outubro 02, 2002

 
Olhem no topo da página. Estão vendo o lay-out desse treco? Não está escrito que o "O comando revolucionário 10 10 75 domina este blog até segunda ordem"? Então, rapêize! A segunda ordem já foi dada! O Luis voltou, o blog lhe foi redoado para que ele coloque ordem na casa. Nesse período de transição, nós descobrimos que:

1) O Comando Revolucionário é muito democrático - Tanto isso é verdade que nunca censurou as defesas explícitas que o Head fez do Palmeiras. Oras, além de afastar as pessoas de bem e as famílias deste blog, isso seria punível com pena de morte em qualquer ditadura blóguica do mundo!

2) O Comando Revolucionário se revelou um ótimo conselheiro, mas um péssimo seguidor de conselhos.

3) O Ministro do design no Comando Revolucionário é meio rebelde, não avisa quando muda o layout da página e quando promete fazê-lo, não o faz, né Américo?

4) Ter blog engorda. Mais de uma vez saí no meio de uma série de exercícios na academia e voltei correndo pra casa porque tinha tido uma idéia "genial" para postar. Com o tempo percebi que a idéia não era tão genial assim, mas o estrago estava feito.

5) Comecei a sentir as minhas orelhas vermelhas e ardentes. Acho que as pessoas começaram a falar mal de mim, o que não acontecia quando era o rei dos comments

6) Dividir a atenção entre comments e posts me fez perder o posto de rei dos comments. A Ju já andou reclamando, o pessoal tem escrito aqui que o Head me superou e isso tá fazendo um mal terrível pro meu ego.

7) A Reca se aproveita do fato do Comando estar ocupado tentando resolver questões administrativas e pratica atos estranhos, como fansigns no Epinion, por exemplo, onde ela divulga o seu Oba Fofia descaradamente.

8) As discussões intermináves sobre música mudaram de foco. Antigamente o Luis escrevia algo, eu retrucava, ele reretrucava, eu rereretrucava, ele rerereretrucava, eu rererereretrucava, ele rerererereretrucava e assim ia até o 100º comentário, quando eu desistia e fazia alguma piada infame. Mas eram geralmente discussões que tinham alguma propriedade. Agora as pessoas insistem em falar sobre coisas meio irrelevantes, como o Ok Computer. Não devia nem ter discussão sobre isso!

9) O Comando não tem todas as chaves deste castelo blóguico. Eu não sei várias das senhas. Somente o Luis pode gerenciar bem essa piromba, por ser o chaveiro do blog.

10) Por fim, que o Comando prefere ler o Luis do que a si próprio.

Deste modo, atendendo à vontade do povo, acreditamos que o melhor para a nação, neste momento, é o Luis. Ele é mais experiente, pode dar ao mercado a tranquilidade necessária para melhor controlar o câmbio, tem bom trânsito entre as lideranças mundiais, é preparado, e tem a maioria no Congresso. Logo, ficamos com ele, até por patriotismo a este blógue.

Luis, segura que o filho é teu! Quem mandou botar no mundo?

Terça-feira, Outubro 01, 2002

 
Apesar de, como é do conhecimento de todos, eu não ter mais nada a ver com este blog, escrevo este post, em caráter excepcional, para esclarecer e colocar ponto final numa calorosa discussão aqui havida, durante a minha ausência.

Sinto desapontá-los, senhoras e senhores, mas o melhor disco da década de 90 não é Nevermind nem, tampouco, Ok Computer. O melhor disco da década de 90, sem qualquer sombra de dúvida, chama-se "Sobrevivendo no Inferno".


eis o descrente:

metalinguagem
desenbuche
ICQ 12729738

arquivos:
clique aqui
ratifico:
Fabula Web
Fabula-Lounge
Martini Diaries
Netuske
Milharal
Celacanto
Palatur
Just Lament Official
HP
Oba Fofia
De Volta a Zenn-La
Morfina
Catarro Verde
Mundo Perfeito
Ctrl+Alt+Foda-se
Texto livre
Bolsa Amarela
Satiricon
Miolo Mole
estatísticas:

This page is powered by Blogger. Isn't yours?